Alegria Destampada

Alegria Destampada

ou

Haveria modo de educar a vida?

Se a alegria morasse em potes na cozinha, eu trataria de sempre esquecer os potes destampados

E a tristeza eu deixaria passar devagar pelos furinhos do filtro de café

As tormentas e as vertigens eu deixaria do outro lado, a esperar que batessem educadamente na porta, e só as deixaria passar de novo, caso prometessem vir de mansinho, uma de cada vez

Mas de nada adianta tentar por ordem na casa

Quando a única coisa que escorre incessante pela torneira quebrada da pia

É o nosso evidente descontrole sobre as coisas da vida…